Os desafios de uma empresa de 20 anos

Por Aline Ferreira, diretora executiva da Hippo Business

Empreededorismo nunca foi uma palavra tão em voga. A ideia de ter o próprio negócio, gerenciar seu próprio tempo, investir em um sonho e fazer as coisas a sua maneira, ganhou muita força nos últimos anos. Seja pelas dificuldades financeiras e crises econômicas em todo o mundo, ou pela vontade de planejar melhor seu futuro. Prova disso é que o número de empresas abertas no Brasil em 2016 foi o maior nos últimos seis anos*.

Mas, em um país onde metade das empresas fecham as portas em quatro anos, não é fácil manter-se ativo, forte criativo, e, principalmente, lucrativo. A Hippo completa 20 anos em 2017 e, desde seu início, também enfrenta desafios frente à busca de profissionais capacitados e sobrevivência em mercados desestabilizados.

O início da Hippo Business foi até mais tranquilo do que o de muitas empresas. Devido à minha experiência como professora, à uma boa formação e boas parcerias durante a vida, meus horários de aulas estavam sempre preenchidos. Com o crescimento da empresa, e oferta de novos serviços, nosso maior desafio passou a ser, e é até hoje, a busca por profissionais qualificados, comprometidos e que se moldassem ao estilo Hippo de trabalho, mantendo a qualidade que sempre oferecemos aos clientes. Boa organização e uma excelente equipe são a base para que qualquer negócio prospere.

Como todas as empresas, também sentimos as dificuldades de uma economia instável e, este ano em especial, são grandes os desafios a superar. A crise econômica no Brasil que teve início em 2014, agora atingiu mais fortemente o setor de serviços, como o nosso. Nesses momentos, é essencial manter o equilíbrio, a dedicação, a qualidade do trabalho e, em conjunto com a equipe, arregaçar as mangas e ir em busca de novas oportunidades. Modernizar-se, acompanhar as tecnologias e as novas demandas do mercado.

Durante todo esse caminho de 20 anos de história, as parcerias sempre foram nossas principais aliadas. Parcerias que já começam dentro da empresa, mantendo relações de confiança e apoio com os funcionários internos, professores e tradutores, que são os ativos mais importantes do nosso negócio. Temos profissionais que trabalham com a Hippo há muitos anos e percebem que um trabalho bem feito traz progresso para todos. E quando sentem que existe apoio, a confiança aumenta e a qualidade acompanha esse ritmo.

É essa confiança e o prazer em fazer nosso trabalho que nos move para além dos desafios. Acreditamos que esses períodos de dificuldades passam e aproveitamos estes momentos para nos reinventar, estudar e criar. Após as fases mais difíceis, clientes voltam ainda mais exigentes e precisamos estar preparados para oferecer o melhor serviço em consultoria de idiomas. Afinal, são os idiomas que fazem nosso negócio.

* Dados divulgados em janeiro de 2017 pelo Serasa Experian

Commentários